domingo, 7 de dezembro de 2014

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

A feijoada... As imagens falam por si.

Esta boa ideia foi posta em prática, na casa da Junta de Freguesia do Terrenho










Fotos de Sandra Santos

quinta-feira, 20 de novembro de 2014

Trancoso IV Mercado Tradicional de produtos locais

Evento realizado na Praça D.Dinis, dia 5 de Outubro de 2014 pelas 09h30 em Trancoso.








segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Fotos da publicação de Sandra Santos no grupo Festa em honra de São Martinho


No dia 15 vem dar um pezinho de dança com a banda musical ContraPeso que terá inicio às 21h30min.
 

No dia 16 temos a Celebração Eucaristia em honra de São Martinho às 12h seguida de procissão. E para finalizar a nossa festa temos o tradicional Magusto ao longo da tarde.

domingo, 9 de novembro de 2014

Feira da Castanha e Paladares de Outono 2014 em Trancoso

O Terrenho está aqui bem representado como podemos ver.
A Leonor Bandara  e a senhora Emília, "Duas Bandarras na cidade de Bandarra "não esquecendo  as castanhas, fazem aqui honra à nossa terra, o Terrenho

sábado, 8 de novembro de 2014

Louva a Deus e o Saltarico

Um encontro entre uma " Louva Deus e um saltarico, tudo parece normal só que nesse dia a louva a Deus tinha muita fome e as coisas acabaram mal para o saltarico

E no Terrenho

ERVA-RELÓGIO, ERVA-GARFO, MARIA-FINA, AGULHA-DE-PASTOR

Quem não brincou com a erva-relógio?


Crescem à beira dos caminhos e terrenos incultos, mas também nos terrenos cultivados, onde são vulgares. È uma planta anual (por vezes, bianual) da família dos gerânios (geraniacea), que floresce entre o mês de Fevereiro e Abril. 

É exactamente este estranho fruto inicialmente de cor verde mas que  com o tempo vai tornar-se em castanho escuro, que as crianças usavam (ainda brincarão com os relogiosinhos?) separando as várias peças para as ver rodar lentamente como um ponteiro de relógio.






quarta-feira, 8 de outubro de 2014

quinta-feira, 2 de outubro de 2014

Sra Feloripes - TERRENHO



A regar na horta das Dadas


terça-feira, 23 de setembro de 2014

sábado, 13 de setembro de 2014

Ribeira Teja TERRENHO Junho 2014


Tudo parece como noutros tempos, temos a água limpa os limos o embude.
1:Embude, (Botânica) Planta apiàcea de raízes tuberculosas.
2 Substância destas raízes que se lança à água, para adormecer o peixe que depois se apanha à mão.)
 Planta apiácea com raízes tuberculosas.

2. Substância extraída dessas raízes que se lança na água, para adormentar o peixe que se apanha à mão.

"embude", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/embude [consultado em 13-09-2014].B
1. [Botânica]  Planta apiácea com raízes tuberculosas.

2. Substância extraída dessas raízes que se lança na água, para adormentar o peixe que se apanha à mão

"embude", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/embude [consultado em 13-09-2014].
Botânica]  Planta apiácea com raízes tuberculosas.

2. Substância extraída dessas raízes que se lança na água, para adormentar o peixe que se apanha à mão

"embude", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/embude [consultado em 13-09-2014].
Botânica]  Planta apiácea com raízes tuberculosas.

2. Substância extraída dessas raízes que se lança na água, para adormentar o peixe que se apanha à mão

"embude", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/embude [consultado em 13-09-2014].
[Botânica]  Planta apiácea com raízes tuberculosas.
2. Substância extraída dessas raízes que se lança na água, para adormentar o peixe que se apanha à mão

"embude", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/embude [consultado em 13-09-2014].
[Botânica]  Planta apiácea com raízes tuberculosas.
2. Substância extraída dessas raízes que se lança na água, para adormentar o peixe que se apanha à mão

"embude", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, http://www.priberam.pt/dlpo/embude [consultado em 13-09-2014].
Há também os pássaros, a sombra, a calma, o barulho da água, mas falta o que noutros tempos nos levava mais das vezes à ribeira, os peixes que  desapareceram depois que a barragem foi construída.
Seja como for, continua a ser um bom passeio



terça-feira, 9 de setembro de 2014

Imagens da nossa Terra

Este ano vai ser um ano de muita castanha, não te parece Jaime?


não respondes, onde é que estás ?

E ai vai a Tia Feloripes

Estou aqui!!!!!!!!



segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Fonte das Almas Terrenho

Eu bem procurei a fonte das Almas, mas só o lugar ainda existe.
Mas uma coisa posso dizer, é um grande privilegio andar por estes lugares nesta época do ano.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Galinhas na rua como antigamente - Terrenho



E verdade , ainda há galinhas na rua, no Terrenho, mesmo se foi que durante uma hora.
Noutros tempos não havia galinhas fechadas nos galinheiros, era a liberdade total, desde o nascer ao por do sol,quando chegava a hora de por o ovo lá voltavam ao poleiro e depois saiam a cantarolar durante um bom bocado, era frequente ouvir várias ao mesmo tempo, isto porque praticamente todas as famílias tinham galinhas e o ovo era umas coisa "preciosa"porque para comer a escolha não era muita, desgraça era quando a galinha ia a por "Fora" noutro poleiro, é que mesmo nas galinhas também havia rebeldes, mas isso às vezes custava-lhes caro se isso acontecia várias vezes podiam dar direito a um pescoço cortado.
Mas tudo isto acabou, mas ainda há quem tenha a coragem de nos fazer recordar outros tempos.

domingo, 20 de julho de 2014

O percurso da água de rega do turnadoiro até chegar à ultima horta

O percurso da água de rega do tornadoiro até chegar à ultima horta

O percurso é sempre o mesmo, há muito tempo que é assim e assim continua.
Começa no lugar da presa do tornadoiro e vai até às hortas, algumas logo ao lado, outras a algumas centenas de metros.
Noutros tempos a rega era feita (à vez e ai daquele que não respeita-se), começava na horta mais perto da presa e  depois ia de vizinho em vizinho até à ultima, para dar a volta completa podia demorar uma semana. 
Esta regra já é cada vez menos aplicada, isto porque as hortas cultivadas são cada vez menos




.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Procissão do Corpo de Deus no Terrenho 22-06-2014


                                         Antes e depois da procissão














*********************************************************************************************


Uma dezena de voluntárias participaram esta tarde na feitura do "tapete de flores"Em volta da Igreja, que como podem ver está perfeito.
A procissão realizou-se após a celebração da Missa, por volta das 19 horas .









sábado, 5 de julho de 2014

Primavera 2014

Uma fraga coberta de flores ( arroz como nos lhe chamava-mos noutros tempos)




Como noutros tempos


Castanheiro com Pendão ( flor)

Fonte da Biquinha


Um 'velhinho' que ainda continua a resistir

quarta-feira, 25 de junho de 2014

sexta-feira, 23 de maio de 2014

quarta-feira, 21 de maio de 2014

Evolução da População das Freguesias e Concelho de Trancoso através dos censos de 1864 a 2011




O primeiro conjunto de diapositivos traduz os resultados do censo populacional de 2011: 
nº total de habitantes, nº de habitantes por sexo e por grupo etário. São ainda 
apresentados gráficos com as percentagens apuradas para cada grupo etário em termos 
da freguesia e do País.
O segundo conjunto de diapositivos traduz os resultados comparados entre os censos 
de 2001 e 2011: nº total de habitantes, nº de habitantes por grupo etário; percentagens 
dos grupos etários em cada um dos censos; diferença de habitantes, em termos quantitativos 
 e percentuais, no total e por grupo etário.
O terceiro conjunto de diapositivos traduz a evolução populacional verificada através dos 
censos realizados entre 1864 e 2011, traduzida no nº total de habitantes e na percentagem de 
variação verificada entre cada um dos censos.

Clic nas imagens