segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Panorâmica do Terrenho




Se não tiveram  como eu, a oportunidade de lá estar para as festas de natal, aqui vão algumas fotos para se sentir um pouco mais perto.

Fotos enviadas pelo João Ribeiro,  Obrigado 








domingo, 23 de dezembro de 2012

 Final do dia, descarregam-se as peças caçadas e eis que....o javali não estava bem morto...e fugiu

https://www.facebook.com/photo.php?v=511321752241238&set=vb.100000902521476&type=2&theater

sábado, 15 de dezembro de 2012

Fumeiro da Beira Alta

Noutros tempos, o homem do campo via na matança do porco a garantia do seu sustento para o ano inteiro. 
Eram necessárias muitas economias para que se pudesse adquirir o leitão para engorda, destinado a ser abatido. Comprar carne aos quilos não dava resultado nem havia meios  para as numerosas famílias, daí a necessidade de se matar um porco, que traria consigo fartura.
O fumeiro , nomeadamente os presuntos e enchidos,  não constituem, hoje,  nenhuma inovação de qualidade ou originalidade, na medida em que estes já são produzidos há muitos anos,no entanto, por serem considerados desde sempre,  produtos de alta qualidade, passaram a ocupar um lugar de destaque na nossa sociedade e hábitos gastronómicos.


As receitas vão variando consoante cada família e seus gostos pessoais, mas o processo, esse não muda e continuara a ser passado de geração em geração e o nosso belo fumeiro jamais será esquecido e o mais importante, jamais será um processo mecanizado. 
Pelo menos é o que nos esperamos que aconteça por muitos e largos anos.
























Como provam as imagens, todos os pormenores “do antigamente” foram contemplados. Nada falta neste fumeiro: o  palaio, chouriças,  farinheiras,Bucho  moiras,chouriças de couros, salpicões....
Um grande bem haja à Leonor e ao Victor, que cuidam do fumeiro e nos proporcionam estes sabores de antigamente, não esquecendo a sra Filomena pelas fotos.

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Receita de Sarrabulho da região da Guarda ' Terrenho '


Ingredientes:
Pão branco (de trigo)
Sangue de porco
Sal
Alho
Azeite e, ou gordura de fazer os torresmos
Loureiro


O sarrabulho é feito à base de pão e sangue de porco cozido. Há talhos (em Portugal) que vendem sangue de porco já cozido.
No dia da matança do porco reserva-se uma parte do sangue e deixa-se arrefecer até coalhar. Depois de frio corta-se aos cubos e deita-se numa panela onde a água já deve estar a ferver, junta-se sal e uma folha de louro e deixa-se cozer durante 20 ou 30 minutos. Retira-se e deixa-se arrefecer.
Corta-se o pão em fatias pequenas e finas e põe-se em camadas num alguidar de barro ou prato fundo.
À parte ferve-se água com sal (há quem reserve a água de cozer o sangue) e deita-se por cima das sopas de forma a que fiquem húmidas mas não demasiado ensopadas. 
Desfaz-se o sangue com as mãos ou com um garfo e espalha-se por cima do pão, de seguida o alho bem picadinho e por último rega-se com azeite a ferver. 
Para que o azeite chegue ao fundo, vai-se espetando uma colher de pau e deita-se o azeite no buraco. Serve-se de seguida.

Aqui está a sarrabulho do Terrenho

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Rosas e outras Flores - Terrenho




Elas são bonitas,  de dia, como de noite.



Receita de Torresmos da Beira Alta

Torresmos

:Ingredientes:
:Carne de porco da barriga
:Sal
                  
Utiliza-se carne de porco, de preferência da barriga com alguma gordura. Corta-se em  cubos pequenos e tempera-se com sal,    deita-se num tacho ou frigideira funda com alguma gordura para começarem a fritar. 
Vão fritando e largando a banha, estão prontos quando toda a gordura derreter e eles vierem à superfície. 
Retiram-se e deixam-se arrefecer.
Reserva-se a banha pois é um bom tempero para vários pratos e também para o serrabulho, caso a queira substituir pelo azeite.



sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Censos 2011- População- Distrito da Guarda

Os dados definitivos dos Censos 2011, divulgados na passada semana pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), traçam um quadro assustador do despovoamento acentuado no interior do país. Contrariamente aos números nacionais, q apontam para uma ligeira subida da população nos últimos dez anos, o distrito da Guarda perdeu habitantes e em grande número. Segundo os dados do INE, a população residente no distrito à data do momento censitário, a 21 de março do ano passado, era de 160.939 pessoas, menos 19 mil face a 2001, o que representa uma descida de 10,6 por cento (ver quadro).

Se quer saber mais: Clique aqui


















Fonte :http://www.ointerior.pt/




domingo, 25 de novembro de 2012

Cegonhas e Garças






Cegonhas

Cegonhas e Garças, são cada vez mais frequentes nos terrenos que ficam perto da barragem, mas ninhos por enquanto não há.


Garça
Fotos:   João A.

domingo, 18 de novembro de 2012

São Martinho 2012





E mais uma vez se manteve a tradição do magusto de São Martinho no adro! Obrigado aos que participaram.
Muitos gostariam de lá ter estado, mas a distancia não permite...E para esses, ficam as lembranças e as fotos dos "resistentes".
Obrigado a Marcia Andrade pela colaboração

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

CRISTAIS

Noutros tempos chamava-mos as estas pedras  (seixos) , mas os entendidos nestas coisas dizem que são cristais, seja como for, o nome não tem muita importância, elas foram encontradas na serra do Terrenho , são bonitas , por isso penso que também tem lugar aqui no blog.


Um clique na foto e vai ver que vale a pena 














Calçada Antiga no Caminho do Rosmaninho

A esquerda ficam as hortas altas








No fim da calçada fica o ribeiro do rosmaninho


Esperemos que ela seja preservada.

domingo, 11 de novembro de 2012

sexta-feira, 9 de novembro de 2012

75 freguesias extintas no distrito da Guarda



Entre elas, a do Terrenho, para ver a lista do ditrito da Guarda  ( Clique aqui ) 

Fonte.  Jornal   O Interior

***********************************************************************


Lista das freguesias envolvidas na reorganização administrativa dos concelhos

Compilação feita pelo PÚBLICO a partir das propostas e pareceres da Unidade Técnica para a Reorganização Administrativa do Território

Para ver a lista completa de todas as freguesias envolvidas a nível nacional    CLIQUE AQUI 

                         Fonte:  Jornal  PÚBLICO

quinta-feira, 1 de novembro de 2012

CHA DE MACELA/FLOR




"Achyzocline satureoides" Planta aromática com inflorescências usadas em travesseiros com finalidades calmantes.

 Em chá é indicado para problemas digestivos, azia e para acalmar cólicas abdominais.



Macela

Flor seca - Macela

Pessegueiro 'Pessegos Carecas' Ou Nectarinas

Plantado no meio das fragas, não parece estar muito atrapalhado com a sede, tão carregado de pêssegos que até precisa de espeques.
Como podemos ver, ao lado  está também um castanheiro e a concorrência vai começar, quem irá ganhar?

Foto dedicada A UM AMIGO, que tratou dele.

sábado, 27 de outubro de 2012

Festas S. Martinho

No dia 10 de Novembro, haverá baile no Terrenho, com o grupo musical Contra Peso.
No Domingo 11 , missa e procissão em honra de S. Martinho. Á tarde, magusto e porco no espeto, para a aldeia.
Os mordomos agradecem á aldeia e á junta de freguesia pela ajuda na realização da festa.
 Os que puderem participar apareçam.
*Através do Facebook do Terrenho (Conceição Santos)

 

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

PIAS DE PEDRA

 Uma ideia de reciclagem





Antes

Depois



quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Receita de Bacalhau à Brás























 Ingredientes:
  • 750 gr bacalhau ;
  • 1,5 Kg de batatas ;
  • 0,5 kg cebolas ;
  • 1 alho esborrachado ;
  • 6 ovos ;
  • 3,5 dl azeite ;
  • Salsa picada ;
  • Sal q.b. ;
  • Pimenta q.b
  • Azeitonas pretas e verdes



Confecção:


:Depois de demolhado,coze-se o bacalhau, tiram-se-lhe a pele e as espinhas  e desfia-se.

:Cortam-se as cebolas em rodelas finas e as batatas em palitos muito finos.

:Num tacho grande frita-se o alho num pouco de azeite até alourar, depois  tira-se

:Noutro tacho aquece-se o óleo  e fritam-se as batatas.

:No mesmo tacho onde fritou o alho, deite o resto do  azeite e fritam-se as cebolas até corarem.

:Com o lume brando, junta-se o bacalhau à cebola mistura-se tudo muito bem durante dois minutos, é a altura de juntar as batatas fritas, tendo  cuidado para que não fique colado ao fundo do tacho.

:Batem-se os ovos temperando-os com sal e a pimenta e juntando-os ao preparado mexendo-se constantemente  até os ovos coagularem, mas de modo a ficarem macios. 
Serve-se de imediato numa travessa aquecida, polvilhando com a salsa picada e azeitonas

domingo, 21 de outubro de 2012

Provérbios Populares


Quando o Outubro for erveiro, guarda para Março o palheiro

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Biscoitos à moda da Beira Alta

Biscoitos


Ingredientes:
  • 6 ovos ;
  • 250 g de açúcar ;
  • 2,5 dl de azeite ;
  • 500 g de farinha (aprox.) ; (Depende do tamanho dos ovos)
  • umas gotas de aguardente (uma colher de chá)
  • açúcar  para polvilhar ;
  • Um pouco de limão (gotas)
  • saqueta de fermento químico  (10gr)
  • 1 Colher (de chá) de bicarbonato
Confecção:
Numa tigela batem-se os ovos, o açúcar, a aguardente e o azeite até se obter uma cor esbranquiçada, como se fosse pão-de-ló.
Adiciona-se  a farinha (um pouco de cada vez) o fermento e o bicarbonato, batendo sempre com uma colher de pau. 
A massa deve ficar de maneira a que os biscoitos não fiquem muito 'achatados'.
Pode por o forno a aquecer 200 graus,
Para tender os biscoitos precisa de de uma travessa de alumínio e duas colheres.
Para dar a forma aos biscoitos, com as duas colheres faz uma pequenas bolas que colocando no tabuleiro, (que deve estar bem quente e enfarinhado).
Polvilhar com um pouco de açúcar ou canela.
Meter no forno bem quente, durante 20 minutos


segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Moinhos de Água ou Azenhas no Terrenho



Saida da água, moinho do Cabôco

Moiho do cabôco



*********************************************************************************


Moinho do cabeço, ou dos coroneis como lhe chamavam noutros tempos

Saida da água
Entrada da água
**********************************************************************************
Moinho dos condes de avilez



Noutros tempos, quando o Terrenho fervilhava de gente em tudo o que era casa, existiam (e ainda existem) três moinhos de água. Eles situam-se junto ao ribeiro do caminho mau.
Havendo água,  as Mós estavam sempre em movimento. 
Uma parte do  pão que alimentava as nossas gentes era produzido aqui. Milho, trigo, centeio e cevada eram lentamente moídos nas Mós de granito.
Moleiro com o meio de transporte da época

Através de açudes, transvazes ou aproveitando o declive do terreno, os moinhos eram alimentados por uma quantidade regular de água que escorria ao longo de uma agueira, embatendo nas pás do rodízio, e impulsionando-o em torno do seu eixo vertical. Este mecanismo atravessando o orifício central da mó de baixo (dormente) fixava-se à mó de cima (movente) que girava acompanhando o seu regular movimento.
Presume-se que os moinhos de água tenham sido introduzidos em Portugal no século I pelos Romanos. Sabe-se que o seu uso foi generalizado durante o século V pelos Visigodos.

Mas por força da inovação tecnológica, estes engenhos caíram em desuso na segunda metade do século XX.
Como podemos ver, os do Terrenho ainda existem, mas sem funcionar à mais de meio século.
                                         ********************

No interior dos moinhos jà pouco existe que possa lembrar o que era no tempo em que eles foncionavam, mas aqui ficam algumas fotos para terem uma ideia.

******************************************************************************



Era assim  que funcinavam estes moinhos

Legenda:
a - Moega
b - Tremonha ou quelho
c - Rela ou chamadouro
d - Mó movente
e - Mó dormente
f - Suporte
g - Segurelha
h - Veio
i - Haste
j - Pela
k - Pena
l - Ponte
m - Trave do aliviadouro
n - Aliviadouro
o - Aguilhão
p - Cubo e agueira
q - Comporta ou pejadouro