segunda-feira, 15 de agosto de 2011

NORA

 


Tradicionalmente as noras são engenhos de tracção animal.
Estes engenhos vieram em muitos casos substituir a picota ou cegonha anteriormente utilizados como engenhos principais para tirar água na Península Ibérica.
Pensa-se que a sua introdução na Península Ibérica é de origem Árabe.
Possui uma haste horizontal acoplada a um eixo vertical que por sua vez está ligado a um sistema de roda dentada, rodas dentadas.
Este sistema faz circular um conjunto de alcatruzes (copos) entre o fundo do poço e a superfície exterior.
Os alcatruzes (copos) descem vazios, são enchidos no fundo do poço, regressam e quando atingem a posição mais elevada começam a verter a água numa calha (maceira) que a conduz por um ao seu destino.



As ultimas que me lembro e que ainda funcionavam  no Terrenho, já lá vão 40 anos ou mais,uma estava no tornadoiro e outra no catruno do sr. Joaquim Pereira, havia também algumas  nos poços que ficavam perto da ribeira, mas essas jà nao foncionavam.
Depois, tudo isto acabou com a chagada dos motores de rega, ainda bem, porque não devia ser lá muito fácil para os burros, ou machos, de passar o dia inteiro a dar voltas ao poço.


Este foi um dos que veio a acabar com as Noras
















Sem comentários: